Nós somos o 8ºB da EB 2,3 Matilde Rosa Araújo. Este Blog surgiu porque a nossa profª de Língua Portuguesa, Dina Pécurto, teve a ideia ;) Aqui estão textos escritos por nós e para quem não gostava da disciplina até que nos desenrascámos bem ;)

10
Jan 09

 

 

 

Vento é uma coisa que todas as crianças temem.

Vento passa por nós e arrasta-nos para longe do nosso destino.

Vento transforma as ondas do mar em animais ferozes.

Vento é uma coisa que nos provoca várias sensações, ora nos derruba, ora nos levanta.

Vento é sentir frio e sentir calor.

Vento é medo e prazer.

Vento é sinal de vida.

Um dia o meu irmão perguntou-me: ”Mana o que é o vento, que o sinto, mas nunca o vejo?”, sem saber o que dizer, respondi-lhe: “Como tudo aquilo que importa na vida, não precisas de ver para saber que ele existe!”.

Feligénia

 

Quem escreveu mra8b às 12:10

 

            Sonhei uma eternidade… parecia que tinha morrido, sonhei, sonhei, nunca mais acordava.

Sonhei muita coisa, mas também tive pesadelos.

Pesadelos dos quais só desejava acordar… mas mesmo que quisesse não podia, tudo isto estava programado para que acordasse muito tarde, quando toda a gente tivesse desaparecido.

Finalmente acordei, saltei da cama, mirei a rua que normalmente está repleta de carros e de pessoas a vaguear.

O café que está situado à frente da minha casa está completamente vazio, depois de me aperceber que estava completamente sozinho na cidade onde vivo, lembrei-me dos meus pais e pensei: “Será que estão vivos?”, “Será que estão no quarto?”… corri… corri até ao quarto, abri a porta e… nada!

Sozinho na cidade deixei cair uma primeira lágrima.

Vesti-me. Sentia a falta de alguém, simplesmente alguém, nunca senti falta de alguém.

Como estava sozinho na cidade corri para o supermercado para encontrar algo que me enchesse o estômago. Que grande desilusão sofri… nada nem ninguém!

Não sei o que me aconteceu… adormeci… quando acordei estava na minha casa, na minha cama.

Saltei da cama, abri a janela, mirei a rua e vi muita confusão, a mesma de sempre. Corri para abraçar os meus pais e liguei aos meus amigos.

A partir deste dia percebi o que é ter alguém, percebi o verdadeiro sentido da palavra AMOR.

Mauro

 

 

 

Quem escreveu mra8b às 12:06

05
Jan 09

 

 

 

 

 

No dia onze de Dezembro, pelas treze horas, a turma do 8ºB foi com a professora Dina Pécurto assistir a uma peça de teatro. O título era “O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá” e estava em cena em Lisboa pela companhia teatral “Artyaplausos” .

No fim, os alunos e professora de Língua Portuguesa reuniram-se para pedir autógrafos aos actores e tirar fotografias.

                                                                                                                                            Tatiana

 

 

 

Quem escreveu mra8b às 23:00

Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivos
Pesquisar
 
blogs SAPO