Nós somos o 8ºB da EB 2,3 Matilde Rosa Araújo. Este Blog surgiu porque a nossa profª de Língua Portuguesa, Dina Pécurto, teve a ideia ;) Aqui estão textos escritos por nós e para quem não gostava da disciplina até que nos desenrascámos bem ;)

10
Jan 09

 

 

                Vários dias sempre a ouvir o mesmo, cada vez mais a paixão aumentava.

                Dias de alegria, de tristeza… feliz porque sabia que existia, que estava ali… mas triste porque poderia perdê-lo.

                Nunca tal me havia acontecido, mas amei e continuarei a amá-lo todos os dias da minha vida.

                Ouvi criticas, mas estas não me abalam… pelo contrário, dão-me força para continuar.

                O melhor momento chegou, poder vê-lo! Chorei de alegria e de tristeza, só de pensar que o momento não se repetiria.

                Já passaram sete meses e continuo a amá-lo.

                Nunca será meu! É um amor impossível, mas isso não me impede de continuar a sonhar…

Vanessa

 

 

 

Quem escreveu mra8b às 12:23

 

 

 

O ano passado foi o melhor ano da minha vida!

                Aconteceu tanta coisa…

                No início das aulas conheci-te através da minha irmã e logo nos tornámos amigos. Depois conheci a Elisabeth, a sua irmã e logo nos tornámos inseparáveis.

                Decidimos formar um grupo, sempre especial.

                Passávamos horas a sorrir, a brincar, mas também sofremos desilusões.

                Houve momentos lindos que passamos juntos, mas, hoje, lamento não os ter registado noutro local, para além da minha mente.

                Depois… chegou o Verão e tu foste para “longe”… este ano começou e tu continuaste distante. Foste para outra escola.

                Mas nem tudo foi mau nesta mudança, tornaste-te mais maduro, o que ainda veio reforçar mais a nossa amizade.

                Hoje, quando penso em ti, a palavra saudade vem-me à cabeça… e, secretamente, desejo que tudo volte a ser como antes,

Andreia C.

 

Quem escreveu mra8b às 12:21

 

Vou dizer aquilo que me vai na cabeça.

Aqui ninguém respeita ninguém. Sou diferente e no meio desta gentinha sem vida própria sinto-me discriminada por todo e por todos.

Sinceramente, não sei qual é o vosso problema! Porque me olham assim? Será por usar calças mais apertadas? Por usar ténis AllStar? Por frisar o cabelo? Por ser arrogante ou por ser sensível?

Vá lá… a sério! Basta olharem um bocadinho para a vida que têm, vocês alimentam-se daquilo que os outros fazem, vestem comem….

Respondam… tenham coragem… é o quê? As minhas calças com correntes? As unhas pintadas de preto? Alguém diga alguma coisa…

Preciso de perceber… já sei! É por ouvir rock e metal! Se calhar se tivéssemos os mesmos gostos já não me olhavam de lado…

Não, não quero ser igual a toda a gente… quero seu EU… Tatiana… com personalidade própria!

Não quero saber de todos os anti-Tatiana, que desapareçam envolvidos na sua própria desgraça, na sua falta de personalidade.

Tatiana

 

Quem escreveu mra8b às 12:19

 

 

 

Vento é uma coisa que todas as crianças temem.

Vento passa por nós e arrasta-nos para longe do nosso destino.

Vento transforma as ondas do mar em animais ferozes.

Vento é uma coisa que nos provoca várias sensações, ora nos derruba, ora nos levanta.

Vento é sentir frio e sentir calor.

Vento é medo e prazer.

Vento é sinal de vida.

Um dia o meu irmão perguntou-me: ”Mana o que é o vento, que o sinto, mas nunca o vejo?”, sem saber o que dizer, respondi-lhe: “Como tudo aquilo que importa na vida, não precisas de ver para saber que ele existe!”.

Feligénia

 

Quem escreveu mra8b às 12:10

Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivos
Pesquisar
 
blogs SAPO