Nós somos o 8ºB da EB 2,3 Matilde Rosa Araújo. Este Blog surgiu porque a nossa profª de Língua Portuguesa, Dina Pécurto, teve a ideia ;) Aqui estão textos escritos por nós e para quem não gostava da disciplina até que nos desenrascámos bem ;)

30
Abr 09

Amanheci sem querer

Bebi veneno para não sofrer

Caí sem saber

Decidi te esquecer

Esquecer não é fácil

Fingi não te ver

Gaguejei ao dizer

“Hoje não vou sofrer!”

Invejei quem não ama

Jogos…

Lamentei fazê-los

Maltratei o meu coração

Não quero voltar a fazê-lo

Obrigado pelo apoio

Prazer em viver

Queria poder-te ter

Rir todos os dias

Sem fingir que o fazia

Tortura constante

Usada por ti, como um

Vazio sem fim

Xaile em cima de mim

Zanguei-me e morri assim

Bianka

 

Quem escreveu mra8b às 23:18

 

Acordo dum sono profundo

Baralhada pergunto aos quatro ventos

Cadê todo o mundo?

Desde então ando pelas

Estradas, entro em lojas

Faço compras, como e durmo em lugares

Gostosos e fofinhos

Hoje ainda sozinha

Infeliz com a solidão

Julgo-me a pior do mundo

Liberto-me do passado e

Mesmo sem ninguém por perto

O vazio da cidade

Pode ser reconfortante

Quero ser livre!

Rock é uma maravilha, mas

Tem os seus momentos

Uma vez cansada de estar sozinha

Vou embora viver noutro tabuleiro de

Xadrez, conhecer novos amigos e

Zangar-me com novos inimigos.

Elisabeth

 

Quem escreveu mra8b às 23:18

Amor é um sentimento

Basta senti-lo,

Cravar no teu coração

Depois morrer

Esquecer não consigo

Fugir nem pensar

Giro é o nosso amor

Hoje e sempre assim será

Imagina tu e eu

Juntos para sempre

Levar-te comigo

Mesmo que nos tentem separar

Nunca isso há-de acontecer

Odiar-te nunca

Partir também não está no meu pensamento

Quero sentir o teu amor

Raro é

Sempre sonhei

Ter-te sempre comigo

Unidos nós estaremos

Vamo-nos esforçar

Xau… até sempre

Zarparemos rumo à eternidade.

Sónia

 

Quem escreveu mra8b às 22:50

 

Amanhã a morte espera-me

Bane-me do teu paraíso

Comigo virás para o teu inferno

Dramatiza a tua vida miserável

Expõe-te à morte que te espera

Fujo

Grito para todos ouvirem

Hoje sou livre!

Imagino-te aqui

Junto a mim e seremos

LIVRES!

Mergulha no sono profundo!

Noite fria, no meio da escuridão espero por ti

Oportunidade de te ter

Ponteiro do relógio

Quero-te ter

Rio e tenho

Saudade de

Tudo, momentos

Únicos e a

Verdade é que deste

Xadrez da vida eu quero             

Zarpar rumo ao infinito.

 

João

 

Quem escreveu mra8b às 22:45

Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivos
Pesquisar
 
blogs SAPO